Confira os dados de pesquisas e associações profissionais que revelam as melhores práticas no cuidado com a saúde das pessoas trans, incluindo crianças e jovens

Photo by Sharon McCutcheon on Unsplash

VERDADE #1

A ocorrência de sintomas de transtorno mental e sofrimento psíquico de fato é mais prevalente na população trans do que na população cis (ou na população em geral).

No entanto, isso não nos permite concluir automaticamente que: 1) a identidade trans ou a transição de gênero (o que inclui a…


Confira abaixo os mitos mais recorrentes que mobilizam desinformação a respeito da saúde da população trans, especialmente a mais jovem

Photo by Mercedes Mehling on Unsplash

MITO #1

“A afirmação de gênero é como uma imposição de gênero: jovens estão sendo forçados ou levados a tomarem decisões precipitadas que eles não entendem ou não estariam aptos a fazer, por isso vão se arrepender da transição de gênero; abordagens de afirmação de gênero não estão fornecendo todas as opções…


Matteo Badini/ Unsplash.

Sobre exigir “consentimento informado” para jovens menores de idade acessarem bloqueadores de puberdade — assumindo que menores de idade não são capazes de declarar consentimento, então não poderiam acessar esse recurso tão importante no interior de cuidados afirmativos de gênero.

Como disse Zinnia Jones, o argumento que exige consentimento informado deveria ser aplicado justamente para defender que esses jovens tenham acesso a esses medicamentos, porque o objetivo dos bloqueadores de puberdade é precisamente fornecer mais tempo para que estes jovens possam fazer decisões sobre seus corpos com mais informação e…


Uma matéria e entrevista com Eugenia Rodrigues neste jornal revelam a ignorância a respeito do método científico

Imagem: Unsplash.

Se vocês ainda duvidam da aliança entre reacionários bolsonaristas e feministas radicais é só olhar a entrevista que Eugenia Rodrigues deu para o Gazeta do Povo. …


Como mulheres e homens trans suscitam medo para o separatismo lésbico

Imagem: Amy Ashenden/Pinknews.

Se você quer entender o que assombra o feminismo radical trans-excludente você precisa entender o que está no cerne da ideia de separatismo lésbico, os medos que sustentam a ideia de que seja preciso defender um separatismo, o medo que as lésbicas que se identificam como feministas radicais (ou simplesmente…


Confira uma resenha do artigo de Mizock e Lundquist (2016), publicado na revista Psychology of Sexual Orientation and Gender Diversity

No artigo “Missteps in Psychotherapy With Transgender Clients: Promoting Gender Sensitivity in Counseling and Psychological Practice”, as autoras Mizock e Lundquist (2016), por meio de entrevistas com pessoas trans e pesquisa bibliográfica, elencaram 8 tópicos que expressam os principais erros cometidos pelos profissionais de saúde mental nos processos terapêuticos, em…


Compreendendo o porquê do artigo de Ramalhete atacar diretamente a dignidade das pessoas trans — e porquê a Gazeta do Povo deveria ser responsabilizada legalmente.

Carlos Ramalhete, no artigo “Lacração e loucura”, publicado na Gazeta do Povo, se refere sistematicamente a Thammy Miranda no feminino, chamando-o de “pobre filha de uma cantora”; “moçoila” e “besteira de gênero”. Thammy, todos sabem, é um homem transexual e recentemente fez uma campanha publicitária para o dia dos pais…


NURPHOTO VIA GETTY IMAGES/ Huffpost.

Winter et al (2009) realizam um estudo em diversos países através de entrevistas em que foram abordados diferentes aspectos de como as pessoas compreendem as pessoas trans e a variação/transição de gênero. Perguntas como “você acha que mulheres trans podem trabalhar com crianças?”; “pessoas trans são uma influência negativa para…


Foto de Cecilie Johnsen no Unsplash.

Do que se trata?
Apesar — ou talvez em função de — do consenso clínico ter se solidificado rapidamente em torno da afirmação de gênero como a melhor abordagem para o cuidado de jovens trans, alguns comentaristas começaram a afirmar que o cuidado afirmativo de gênero é sustentado pela homofobia e…


Uma reflexão sobre a influência do discurso feminista radical trans-excludente no discurso de homens homossexuais e em não conformidade de gênero.

Vamos abordar e analisar o seguinte post publicado no Facebook, de Jackson Ciccone:

TREJEITOS NÃO DEFINEM SEXUALIDADE — Há homens heterossexuais, homens bissexuais e homens homossexuais que são efeminados. Ser efeminado é um trejeito biopsicossocial, por exemplo, a voz aguda de alguns homens. Contudo, há uma diferença entre trejeito efeminado…

Beatriz Pagliarini Bagagli

Transfeminista e analista de discurso, pesquisa o campo de cuidado com a saúde e direitos coletivos para a população trans.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store